Carregando Eventos
Ta rolando
“Defender a vida é garantir direitos” reúne fotografias e relatos dos participantes do Programa de Braços Abertos

“Defender a vida é garantir direitos” reúne fotografias e relatos dos participantes do Programa de Braços Abertos


23/11/2016 - Mayara Simeão

  • Este evento já passou.

Um dos maiores combates que existe na cidade de São Paulo é contra o crack. Viciados espalhados pelas ruas se tornam indigentes, ainda vivos, mas já deixaram de “viver” pelo vício.

Mas não é impossível superar, para a prova disso a exposição “Defender a vida é garantir direitos”, reúne fotografias e relatos para mostrar ao público a história de vida dos beneficiários do Programa Braços Abertos.

A abertura aconteceu na última terça-feira (29), no Centro Cultural São Paulo, com a participação dos alguns dos retratados na mostra e dos secretários: Eduardo Suplicy, Direitos Humanos; Benedito Mariano, Segurança Urbana; Luciana Temer, Assistência e Desenvolvimento Social; Alexandre Padilha, Saúde; Sandra Faé, adjunta do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo; entre outras autoridades. São ao total 16 fotos, que podem ser conferidas até 13 de abril de terça a sexta das 10h ás 20h, e sábados e domingos até as 18h.

Programa Braços Abertos

Formado pelo Grupo Executivo Municipal – coordenado pela Secretária das Saúde e mais outras 13 -, o Programa  de Braços Abertos vem contribuindo para reabilitação de usuários de drogas desde a adesão do Município de São Paulo ao programa federal “Crack é possível vencer”.

Ao oposto do que era feito anteriormente por políticas públicas onde ocorriam ações policiais frequentes, o Programa de Braços Abertos propõe de forma amigável conversar, dar assistência no local com o Ponto de Apoio (Rua Helvétia, 64instalado desde 22 de julho de 2013), possibilitando um espaço para vivência dos moradores da cracolândia, onde podem usar o banheiro, descansar, se alimentarem e participar das atividades culturais.

Com esses incentivos os usuários começam a ter vontade de deixar o vício de lado e querer o tratamento.

Desde então, a região da Luz tem aos poucos voltado a ser um lugar frequentável e ajudando pessoas a terem sua “vida” de volta.

Detalhes

Início:
29 março 2016
Final:
13 abril 2016